empatia. mais empatia.

Nos últimos dias o Mundo uniu-se em prol de um movimento defensor de algo que nunca deveria ter sido sequer motivo de luta: o direito pelo respeito, pela igualdade.

Para os críticos da internet, quando dizem que uma fotografia em preto não muda nada, bem, talvez não. Ou talvez seja um pequenino gesto de posicionamento e tentativa de consciencialização.

Não sejamos hipócritas.

Todos sabemos que todas as vidas importam. Ou pelo menos preocupamo-nos com as nossas e daqueles que amamos. Mas algo que me chega a revoltar um bocadinho é que, diariamente, é destilado ódio sobre o tom de pele, a nacionalidade, orientação sexual, até escolhas alimentares. Acreditem, sei do que falo. E está tudo bem. Se fizermos um movimento de “todas as vidas importam”, ninguém se irá opor. Irá parecer que estamos unidos, quando na verdade, estamos cada vez mais afastados. E basta selecionar um tema em específico, que logo aparece alguém com “ah mas importamos todos, não apenas eles”.

Deixo aqui um pequeno exemplo daquilo que está a acontecer com esse tipo de posicionamento:

Num grupo de 5 adolescentes, apenas uma tem excesso de peso. Todos os dias é gozada pelos colegas na escola. Até que um dia, alguém toma consciência e decide defender a menina. Quem vocês seriam nessa luta? Alguém que defende o direito de uma simples adolescente poder ir à escola sem chorar todas as vezes que se olha no espelho, sem odiar o formato do seu corpo, e acordar a pensar quais seriam os insultos que teria de enfrentar durante o dia, ou aqueles que iriam esconder-ser atrás de um muro dizendo “ah, mas todos sofremos bullying em alguma altura da nossa vida”, sendo que nunca foram esse alguém?

É importante entenderem que, lamentavelmente, vivemos num mundo onde ainda precisamos lutar por coisas que nem fazem qualquer sentido, deveriam ser um direito e não uma lei à espera de ser aceite e respeitada.
E não, nenhuma luta se ganha dizendo que somos todos iguais, não quando a sociedade continua a forçosamente nos separar em categorias.

Amanhã erguemos uma bandeira contra a xenofobia, machismo, gordofobia, bullying, transfobia, homofobia (e todos os outros tipos de preconceito que nos continuam a rodear, e que são tantos que me deixam doente). Mas hoje, hoje lutamos contra o racismo.

Não lutamos contra os nossos vizinhos, contra policiais ou políticos.
Lutamos contra TODOS aqueles que terminam a liberdade do outro em prol da sua.

Uma luta de cada vez, e quando ninguém precisar de continuar a explicar porque deveria ser tratado com respeito, nesse dia saímos todos à rua, de mãos dadas, num real movimento de #todasasvidasimportam, ou #liberdade, #igualdade. Todas aquelas coisas que só existem na teoria, sabem?

São muitos anos a ir contra o preconceito, a ouvir coisas como “mas porque defendes os pretos se nem és preta?”, “porque defendes os gays se não és lésbica?”, “porque, porque …”. Eu explico: porque sou humana, porque defendo o verdadeiro sentido das palavras IGUALDADE e LIBERDADE. Porque valorizo a vida de cada um. E não preciso de ser atacada para me saber colocar no lugar do outro.

Então, quando me dizem “a tua opinião não vai mudar nada”, bem, talvez não. Até porque, sempre que vejo alguém a tentar usar a sua voz para ir contra o sistema, normalmente aparece morto.

A voz de um é abafada, mas a de todos não.

Façamo-nos ouvir, porque enquanto uns dormem descansados nas suas casas, com tranquilidade e harmonia, outros vivem num inferno. E tal como vocês dizem, todas as vidas importam. Importem-se com elas então. Não precisam colocar fotos em preto, não precisam sair à rua. Mas podem, e devem, respeitar todos da mesma maneira, e ensinar os mais pequenos a olhar os outros da mesma maneira, e não com medo e ódio por serem diferentes de si.

Empatia!

Ah, e não esquecendo, #blacklivesmatter.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s